Notícias da edição 698 • 29 de abril de 2016 • Veranópolis • Vila Flores • Cotiporã • Fagundes Varela • RS


CAPA E DESTAQUES

Recuperação da BR-470 deve começar após obras na ERS-324

A empresa Andretta deve finalizar em dez ou quinze dias as obras de recuperação asfáltica na ERS-324, na altura de Paraí. Com isso, a expectativa é que a seguir a empresa comece a fazer melhorias na BR-470. Os trabalhos devem acontecer em duas frentes, uma partindo de Vila Flores e outra em Bento Gonçalves, ambas em direção a Veranópolis. Já a usina de asfalto está na fase final de instalação em Sapopema, Veranópolis. Nesta semana, operários trabalharam na construção da balança e do depósito. Equipes realizam operação tapa-buraco, roçadas e manutenção às margens da BR-470.

PRF faz balanço de um ano na BR-470

No dia 17 de abril, a Polícia Rodoviária Federal completou um ano de serviços na BR-470 e divulgou um resumo operacional. Foram realizados 3500 testes de etilômetro, sendo flagradas e multadas duzentas e vinte pessoas embriagadas, de um total de 13.500 pessoas e veículos fiscalizados. Mais de dezesseis mil autos de infração foram lavrados. Desses, novecentos e trinta foram de ultrapassagem em local proibido, cento e oitenta e duas autuações em veículos de carga e produtos perigos, e mais de onze mil multas por excesso de velocidade. O radar estático esteve em funcionamento por mais de cento e oitenta dias. Mais de quatrocentos veículos acabaram recolhidos, por motivos diversos. Mais de duzentas e treze toneladas de excesso de peso em caminhões foram retiradas, mais de cem toneladas de alimentos foram apreendidas por estarem misturadas com produtos perigosos, e quatro mil litros de combustível foram apreendidos. Houve prisão de dezessete pessoas com mandado em aberto, e dezoito foram detidas por tráfico de entorpecentes. Os agentes prenderam quarenta e duas pessoas por embriaguez, e cento e cinquenta e nove outras por crimes diversos. Foram oitenta e três quilos de cocaína apreendidos, mais de mil e cem quilos de maconha, treze mil carteiras de cigarro contrabandeados, mais de R$ 40.000 em mercadorias sem procedência, treze armas, cento e oitanta munições de calibres restritos. Foram trinta e cinco veículos recuperados de furto e roubo, e R$ 70.000 sem procedência. Mais de quatro mil pessoas conscientizadas em campanhas educativas para o trânsito. Dos trezenteos e oitanta acidentes registrados, cento e noventa e oito não tiveram feridos, cento e dezessete tiveram lesões corporais e cinco incluíram vítjas fatais.

Idosos buscam construção de Centro de Convivência

Foi entregue no dia 20 uma solicitação do Conselho Municipal do Idoso de Veranópolis para que o Executivo estude a possibilidade de doação de um terreno do Município para construção do Centro de Convivência para Idosos. O objetivo é a construção e estruturação de um local para longevos residentes em Veranópolis, com atendimento gratuito. Serão diagnosticadas as necessidades através de pesquisa científica que já está em andamento, além de apontamentos feitos por técnicos das áreas de Saúde, Assistência Social e Educação, focando na contribuição para um processo de envelhecimento ativo, saudável e autônomo. Conforme a presidente do Conselho Municipal do Idoso de Veranópolis, Neide Maria Bruscato, a ideia é mantar o idoso ativo, aumentando a qualidade de vida. "Com este Centro de Convivência, teremos um amplo espaço para podermos oferecer atividades socioeducativas, socioculturais e físicas, além de eventos, palestras e oficinas que qualifiquem o envelhecimento com saúde, participação e segurança", disse. A solicitação é uma das ações desenvolvidas no projeto 'Veranópolis, Município para todas as idades', da Secretaria Municipal de Assistência Social e Habitação e Conselho Municipal do Idoso, em parceria com a International Longevity Centee Brazil e CPFL Energia.

Começa a vacinação em Veranópolis e região

Teve início na segunda-feira, 25 de abril, a Campanha de Vacinação Contra a Gripe em todo o Brasil. O Dia D será neste sábado, 30. Em Veranópolis haverá equipes em todas unidades de saúde e turmas volantes se deslocando pelo interior. Fazem parte do grupo prioritário as crianças maiores de 6 meses e menores de 5 anos, gestantes, mulheres até 45 dias após o parto, pessoas com mais de 60 anos, profissionais da Saúde, doentes crônicos, detentos, funcionários do sistema prisional e jovens sob medidas socioeducativas.

Casa da Cultura retrata a imigração italiana no Rio Grande do Sul

Está aberta à visitação em Veranópolis a exposição fotográfica 'Recordações, Imagens e Reminiscências da Imigração Italiana no Rio Grande do Sul'. A exposição acontece na Casa da Cultura Frei Rovílio Costa e o acervo pertence ao Arquivo Histórico Municipal João Espadari Adami, de Caxias do Sul. Os visitantes podem conferir imagens da colônia de Caxias do Sul, Alfredo Chaves, Conde D'eu, Antônio Prado e outros. O acesso é gratuito e o acervo estava exposto na Festa da Uva, em Caxias do Sul, realizada em fevereiro e março deste ano.

Longevidade Car Club faz doação

O Longevidade Car Club entregou uma doação de alimentos arrecadados no Encontro de Carros Antigos, dentro das comemorações da La Cucagna, nos Pavilhões da Femaçã. Foram oitenta quilos de alimentos diversos entregues por integrantes do Longevidade Car Club ao Lar São Francisco de Veranópolis. Também foram doadas duzentas fraldas, necessidade constante no abrigo de idosos. Com menos de um ano de existência, o Longevidade Car Club já conta com oitenta sócios e realiza trabalhos esportivos e sociais em Veranópolis.

Kauê Benatto supera o barro na abertura do Brasileiro de Motocross

Começou o Campeonato Brasileiro de Motocross, evento supervisionado pela Confederação Brasileira de Motocross. A pequena cidade gaúcha de Maratá foi sede da abertura nas categorias 50cc, 65cc, MXF e MX4. Houve parceria com a Federação Gaúcha de Motociclismo, que realizava nos dias 23 e 24 de abril a terceira etapa do Campeonato Gaúcho. O clima não poderia ser outro para esta época do ano, uma mistura de tempo nublado, passando por Sol escaldante e muita chuva em Maratá. Mas o público apareceu em bom número vindo de diversas cidades do Estado. A pista com 1.170 metros fica dentro do parque da Oktoberfest, e resistiu bem à mudança do clima. A primeira categoria a entrar na pista valendo foi a 50cc, e o veranense Kauê Benatto participou das duas competições - Brasileiro e Gaúcho. Pela terceira etapa do estadual, o jovem piloto subiu no pódium em terceiro lugar, após corrida com muitas ultrapassagens e retomadas de posições, em pista molhada e perigosa. No nacional, o veranense ficou em quarto lugar.

Estádio Antonio David Farina recebe melhorias

O Estádio Municipal Antônio David Farina está recebendo diversas melhorias. Dormitórios, cozinha, refeitório e lavanderia estão sendo reformados para abrigar as categorias de base do Veranópolis Esporte Clube. Conforme o secretário municipal de Esportes, Rogério Priori, as reformas habilitam o clube perante a CBF como formador de atletas. Ainda foram efetuadas melhorias na arquibancadas e instalação de nova tela de proteção ao redor do gramado. As obras são realizadas com recursos do Governo Federal, através de emenda do deputado José Stédile no valor de R$ 250 mil.

Sameve se destaca em Carlos Barbosa

A Sociedade de Assistência aos Menores de Veranópolis esteve presente na comemoração de 12 anos da ABA com coirrida disputada em Carlos Barbosa. Mais uma vez a Sameve venceu como maior equipe participante do evento, com seis troféus e trinta e três medalhas, sob orientação do professor Chumbinho.

Corujas e AAV são campeões da Copa Regional de Voleibol

O feriado de 21 de abril foi de festa para os atletas do vôlei. Depois de jogadas disputadas ponto a ponto, o time masculino Corujas, de Nova Araçá, e o feminino da Associação Atlética Veranópolis conquistaram os primeiros lugares na Copa Regional de Voleibol do Prata. Na categoria feminina, o time Correios Nova Prata conquistou a segunda colocação, e o CCAA Marau ficou com a terceira. Já na masculina, Amigos NP foram vice-campeões, seguidos do Vôlei Vips, também local. Os destaques da competição foram os atletas Laura Xavier, da AAV, e Maurício Daré Gamba, do Corujas. Na cerimônia de encerramento, representantes da Ascodef agradeceram aos organizadores pelo repasse de valores das inscrições à entidade que beneficia pessoas portadoras de necessidades especiais. O evento também colaborou com a Aben, que oportunizou a renda do bar. Participaram dezesseis equipes de Vacaria, Vila Flores, Guaporé, Paraí, Nova Bassano, Marau, Nova Araçá, Lagoa Vermelha e Caxias do Sul, além dos locais Amigos NP, Correios Nova Prata, Companheiros do Vôlei e Vôlei Vips. A competição teve apoio da Secretaria de Esportes e Rádio Ativa.


VARIEDADES

Veranense visita Bangkok, na Tailândia

Segundo a veranense Valderez Anzanello, a grande atração de Bangkok, Tailândia, é um complexo sagrado que abriga mais de cem edifícios, em diversos estilos arquitetônicos. Erguido no século 18, é local de peregrinação para budistas e também um dos orgulhos nacionais do povo tailandês. Entre as suas construções religiosas, a mais imponente é Wat Phra Kaew, templo do Buda esmeralda. Merece destaque também o Grande Palácio Real que  foi residência da família de nobres por 150 anos e que ainda hoje é usado para cerimônias oficiais e religiosas.

Irede Inês Masiero Farenzena lança livro

Irede Inês Masiero Farenzena lançou o livro 'Coisas do Tempo' no dia 12 de março durante a La Cucagna. Sobre a obra, a escritora Terezinha de Costa, de Curitiba, Paraná, fez um relato. "Irede estreia no mundo literário com o livro 'Coisas do Tempo'. É um resgate de obras premiadas ao longo da vida, acrescidas de poemas e textos que guardava em suas gavetas. Gavetas estas que agora abriu e nos deleita com o sabor de seus escritos. São poemas que nos envolvem e nos comovem. Compostos de forma genuína, nos colocam dentro de seus versos, e nos sentimos presos, fazendo parte do mundo que descreve. Embrenhados nos meandros da alma humana que tão bem conhece, nos deixamos levar por ela até as profundezas de nosso ser", avaliou. O livro está à venda por R$ 30 na Foto e Livraria Parise, Confraria das Letras, banca América e Secretaria Paroquial.



REGIÃO

Vila Nova é o campeão de 2016

A tão esperada final do Campeonato Municipal de Futebol de Campo de Vila Flores ocorreu no sábado, dia 23 de abril. O confronto iniciou com a equipe Caravaggio abrindo o placar no primeiro tempo e dominando a primeira etapa com a maturidade de quem por vezes já foi campeã. Porém, no início da segunda etapa o Vila Nova entrou com outra postura dentro de campo e logo nos primeiros minutos conseguiu o empate. Era o que faltava para tornar o jogo ainda mais disputado. Na metade do segundo tempo, o juiz marcou pênalti para o Vila Nova - Adriano bateu e converteu a penalidade. O jogo seguiu tenso até o final, mas se encerrou com o placar de dois a um para o Vila Nova, que sagrou-se campeão. Em segundo lugar ficou o Caravaggio, e o campeonato teve como artilheiro Josnei de Vargas, com dez gols, Claudir Tafarel como goleiro menos vazado - apenas quatro gols sofridos, e troféu Disciplina para o Clube Aimoré.

Circulo Operário Cotiporanense completa 60 anos

Fundado em 1º de maio de 1956, o Circulo Operário Cotiporanense comemora neste domingo seus 60 anos de existência. É uma entidade classista, idealizada pelo padre Olivio Bertuol, benemérito de Cotiporã. A primeira diretoria teve Nilo Leonardo Tonial na presidência, Clemente Guindani como vice-presidente, Eraldo José Fellini como secretário, Edgar Fellini como segundo secretário, tesoureiro Estilio Somensi, segundo tesoureiro Murilo Dall'Ago e o padre Olivio Bertuol como assistente eclesiástico. Em 6 de junho de 1958 foi registrado no Conselho Nacional de Serviço Social. O Circulo Operário em Cotipporã é uma entidade com aproximadamente duzentos associados e promove atividades sociais, culturais e desportivas. Possui sede própria situada junto ao salão paroquial, onde se encontra o bar, restaurante, canchas de bochas e bolão, e local para os jogos de cartas. Também funciona o Cine Monte Vêneto ,dirigido por Euclides Pedro Breda. Nessas seis décadas, a entidade já foi presidida por Nilo Tonial, Eraldo Fellini, Adelino Orso, Ivo Breda, Luiz Sbardelotto, Aldo Scarton, Dionisio Razera, Gentil Lunardi, Albino Cendron Sobrinho, Egidio Zardo, Norberto Paludo, Natal Tres, Nelso Soccol, Orfeu Merlo, Clovis Bergamin, Sergio Turcatel, José Zonatto, Luiz Falcade e Orlando Franco. Neste domingo, 1º de maio, a programação comemorativa ao aniversário começa às 9h com missa na Igreja Matriz de Cotiporã, rezada pelo padre Vitor Citolin. Às 10h haverá assembleia geral com prestação de contas e eleição da nova diretoria. Ao meio-dia o almoço festivo será servido no CTG Pousada dos Carreteiros, com homenagem aos ex-presidentes e familiares e aos atletas vencedores do Campeonato Regional de Bochas Pontobol 2015.

No clássico dos Ipirangas, venceu o de Veranópolis

Depois de um jogo acirrado, o Ipiranga de Veranópolis venceu por três a dois o Ipiranga de Cotiporã no último domingo, dia 24. Foi o Jogo dos Campeões, disputado em Cotiporã. Debaixo de chuva, os atletas mostraram o porquê de serem campeões de seus respectivos Municípios, jogando bola com respeito. O objetivo principal do amistoso foi a integração entre as equipes. O prefeito de Cotiporã, José Carlos Breda, entregou a taça aos vencedores e parabenizou ambos os times pela dedicação e persistência em seus campeonatos. O Jogo dos Campeões foi uma realização da Liga Cotiporanense de Esportes com apoio da Prefeitura de Cotiporã.

Busca por conhecimento não tem idade

Odila Binda Zatt, 68 anos, viu durante quase toda sua vida várias gerações de fagundenses passarem diante da porta da sua casa, em busca de conhecimento. Isso porque ela mora ao lado do Colégio Estadual Ângelo Mônaco. Odila não teve oportunidade. Ao concluir a quarta série, teve que abandonar os estudos. "O pai achou melhor nós ficarmos em casa, pois éramos em muitos irmãos", conta. Odila precisava fazer mais de cinco quilômetros até a antiga Escola Luis Leduc, na comunidade de Nossa Senhora do Rosário. Depois, foi estudar na Escola Capitão Pelegrino Guzzo, localidade do Barbaquá, ambas no interior de Fagundes Varela. Odila recorda inclusive o nome da professora, Alzira Bassani. O tempo passou e ela dedicou a vida à família e ao trabalho. Hoje é cozinheira em um restaurante e, ao saber da possibilidade de reabertura da EJA - Educação de Jovens e Adultos - em Fagundes Varela, pensou que estava se aproximando uma oportunidade que antes não teve na vida. A expectativa não se concretizou, pois não houve número suficiente de alunos para abrir turma. Mas o sonho não acabou. A Secretaria de Educação e Cultura de Fagundes Varela encaminhou os interessados para a realização das provas dos exames fracionados do Núcleo de Educação de Jovens e Adultos de Bento Gonçalves, oferecendo transporte gratuito. Odila abraçou a ideia e está se preparando para nos dias 2, 3, 4 e 5 de maio, realizar provas em Bento Gonçalves. "Eu vou tentar para ver como vai ser. Não é para os outros, é para mim mesma", garante. A ansiedade já toma conta da cozinheira. Ela busca informações com a família e amigos de como deve se preparar para a prova. E já pediu ao neto Wilian a tabuada para revisar os conhecimentos. Odila é a pessoa mais idosa do grupo fagundense que vai realizar as provas. Ela estará junto a outros vinte e quatro candidatos do Município que realizarão as provas para o ensino fundamental e médio.

Fagundes busca mais recursos federais

O prefeito de Fagundes Varela, Jean Fernando Sottili, esteve em Brasília nos dias 12 e 13 de abril em busca de recursos federais. O chefe do Executivo esteve acompanhado dos vereadores Luiz Boschetti, Santo Cortelini, Renato Grando, Marcio Antônio Moreschi e do coordenador de Esportes, Gelso Ecco. Para os deputados Giovani Cherini e Alceu Moreira foram solicitados R$ 300 mil para revitalização da praça Bella Vista. Jeronimo Goergen, Afonso Motta e Ana Amélia Lemos receberam pedido de R$ 500 mil para aquisição de trator de esteira. Para o deputado Pompeo de Mattos foram solicitados R$ 300 mil para pavimentação urbana, e a Luis Antônio Covatti foram solicitados R$ 500 mil para construção de Unidade Básica de Saúde. Foi solicitado apoio do deputado Danrlei para acompanhamento de solicitação de recursos junto ao Ministério dos Esportes para reformas no Ginásio de Esportes.


COLUNAS

Nosso Mundo

Foto: Arquivo Pessoal

Impostos - Benjamim Franklin disse certa vez que nada é mais certo neste mundo do que a morte e os impostos. Os impostos estão por toda a parte desde antes de Cristo e sempre garantiram a opulência dos reis. Graças ao trabalho escravo e aos impostos pagos pelos cidadãos, os gregos construíram uma grande civilização no mundo antigo. Da mesma forma, os romanos se utilizaram dos tributos para fortalecer seus exércitos e conquistar mais terras. Com a queda do Império Romano, perdeu-se a noção de Estado na Europa medieval e foram instituídos os feudos. Cada feudo tinha um senhor e seus servos, geralmente camponeses, que pagavam impostos aos seus senhores. Mais adiante, tivemos as classes sociais que não pagavam impostos - nobres e clero - e eram sustentadas pelos comerciantes burgueses e os trabalhadores, em grande maioria camponeses.

Na França, durante o reinado autoritário de Luís XIV, o seu lema era de que o clero deveria se dedicar a orar, o nobre a morrer pelo rei, e o povo a pagar impostos. O tempo passou, os impostos se aprimoraram e hoje estão presentes em todas as atividades. Pagamos impostos para acender uma lâmpada, para comprar comida, para viajar, para viver e para morrer. O conceito de impostos diz que são valores pagos ao Estado por pessoas físicas e jurídicas, que servem para custear os gastos públicos com saúde, educação, transporte, segurança, cultura, além dos salários dos próprios funcionários públicos e outros. O dinheiro arrecadado com impostos também é usado para investimentos em obras como hospitais, escolas, estradas, portos, centrais de energia, segurança pública, etc. Em tese, não haveria problema em pagar impostos, desde que tenhamos esses serviços públicos e de boa qualidade. O grande problema no Brasil é que não temos esses serviços adequados, apesar de pagarmos um dos maiores impostos do mundo.

Alguns especialistas em direito tributário consideram que o grande problema brasileiro é o excessivo gasto público com folhas de pagamento e corrupção, ou seja, desvio do dinheiro arrecadado. Curioso que, neste caso, somos nós que financiamos a corrupção, através do pagamento de impostos. Esse problema não é de hoje, mas ele vem piorando, ano a ano. Um estudo recente do Instituto Brasileiro de Planejamento Tributário, a partir de dados da ONU, mostrou que, entre trinta países que mais arrecadam impostos, o Brasil está em último lugar em termos de retorno de serviços ao contribuinte. De acordo com o Impostômetro da Associação Comercial de São Paulo, pagamos em 2015 R$ 2 trilhões de impostos, sendo 66% de impostos federais, 28% de estaduais e 6% de municipais. Essa arrecadação representou um crescimento de 3%, apesar de toda a crise que assola o país. Somente este ano, já pagamos perto de R$ 670 bilhões e ainda estamos no mês de abril. A fim de chamar a atenção da população sobre esta situação de excesso de impostos e ausência de retorno, existem projetos para que seja obrigatória a transparência de qual é o valor do imposto nas compras no varejo. Este é o primeiro passo para despertar a consciência do cidadão. Em seguida, deveremos ter uma pressão em favor de uma reforma tributária e uma melhor utilização do dinheiro arrecadado. Não podemos mais continuar pagando sem receber em troca um serviço adequado. Os tempos são outros e não há mais espaço para o despotismo de Luís XIV.
* Célio Pezza


ESPECIAIS

La Cucagna 5ª edição - clique aqui para ver a galeria completa

Troféu Imprensa Regional 2ª edição - clique aqui para ler na íntegra