Notícias da edição 758 • 30 de junho de 2017 • Veranópolis • Vila Flores • Cotiporã • Fagundes Varela • RS


CAPA E DESTAQUES

Rita Parise é destaque no Globo Repórter

Começar o dia feliz da vida é acordar para um desafio para lá de estimulante - enfrentar e vencer os inimigos invisíveis, os vírus e as bactérias. Eles estão em toda parte. Os perigos para a saúde existem até mesmo no ar. Esse foi o tema do programa Globo Repórter, da Rede Globo de Televisão, exibido na sexta-feira, 23 de junho, mostrando a veranense Rita Parise, 81 anos. "Fazer o que a gente gosta e até, às vezes, fazendo força para que isso aconteça. Eu acho que o canto é vida, é saúde", afirmou a comerciante. Viúva, com 11 netos, dois bisnetos e cinco filhos, Rita mora com um deles, mas todo serviço de casa ela faz sozinha. Cozinha, dirige, vai às compras e ainda trabalha fora. "Eu nunca baixei hospital na minha vida", diz. E ela levou adiante a disciplina que aprendeu quando era criança, sem nunca desanimar. Nem quando ficou viúva, há quase quatro anos. "E sou de uma família de origem italiana. A gente tinha que trabalhar pesado mesmo. Disciplina, se usava muito esse termo. Então, desde pequeno, a gente tinha que trabalhar", lembra. Ela não sente dor, não tem cansaço, nem remédio costuma tomar. Aos poucos dona Rita vai revelando o segredo para ficar tão forte. Firmeza e equilíbrio dominam o corpo. Dona Rita está de segunda a sábado na loja da família. "Eu trabalho com comércio há 61 anos", conta. Ela lembra como foi a época em que engravidou pela primeira vez. "Eu tinha tendência para engordar. Mas quando ia ter o primeiro filho, segui à risca o conselho da parteira, que vivia dizendo para eu só comer o necessário, fazer um prato colorido, com tudo o que tem na mesa, só não repetir, e sair da mesa com fome’", narra. No prato, saladas e um pedacinho de carne. "Massa, quase não como. Arroz, muito pouco. E há muitos anos que eu vivo assim. Pão também foi reduzido", lista. O almoço em família repete a doce rotina da vida saudável, compartilhada.

Prefeitura e Coopershoes discutem a situação da empresa

Na segunda-feira, 26 de junho, aconteceu uma reunião na empresa Coopershoes, em Veranópolis, entre o prefeito Waldemar De Carli, o secretário de Desenvolvimento Econômico Cristiano Valduga Dal Pai e representantes da empresa - Vilmar Hauschild, gerente de Produção, e Irma Maria Marin Mattiello, coordenadora de Recursos Humanos. Na pauta, a avaliação do andamento da unidade no Município. Hauschild explicou as dificuldades que todas as sedes da Coopershoes, dentro e fora do Estado, estão enfrentando devido à recessão econômica que o país vive. Ele comentou que grande parte da produção destinada à exportação para a Colômbia também enfrenta empecilhos de venda por questões políticas naquele país. Atualmente, a Coopershoes emprega 286 funcionários em Veranópolis, está trabalhando com pedidos semanais e tem pouco estoque. Há mais de um ano a unidade não realiza novas admissões. Nesse período, algumas demissões aconteceram e já houve férias coletivas e redução da jornada de trabalho, como forma de contenção de custos e na expectativa de retomada do mercado. Segundo o gerente, junho sempre é caracterizado como o pior mês para o setor calçadista e o segundo semestre do ano contabiliza 65% das vendas do ano. "Para produzir, tem que vender", apontou, confirmando que existem ações para melhorar as vendas da empresa. Os representantes da Coopershoes não confirmaram o fechamento da unidade nem a possibilidade de mais desligamentos de funcionários. Segundo eles, as atividades seguem normalmente em Veranópolis. No final da reunião os presentes concordaram que o objetivo de todos é o mesmo, que a parceria entre a empresa e o Município perdure.

Veranópolis sedia Congresso dos Conselhos Municipais Turismo

Veranópolis foi sede na quinta-feira da semana passada, 22 de junho, do segundo Congresso Nacional dos Conselhos Municipais Turismo no auditório da Assciação Comercial, Industrial e Cultural de Veranópolis, na Femaçã. Os assuntos em debate foram acessibilidade e sustentabilidade. A ideia é incluir a pessoa com deficiência na participação de atividades como o uso de produtos, serviços e informações, trânsito nas edificações com segurança e autonomia. A sustentabilidade se dará em ações e atividades que visam suprir as necessidades atuais sem comprometer o futuro das próximas gerações. Etá diretamente relacionada ao desenvolvimento econômico e material sem agredir o meio ambiente, usando os recursos naturais de forma inteligente para que eles se mantenham, seguindo estes parâmetros, a humanidade pode garantir o desenvolvimento sustentável e contribuir para um mundo melhor. Pensar as atividades turísticas aliadas a sustentabilidade e acessibilidade foram questões levantadas no evento para o desenvolvimento e crescimento do turismo em qualquer lugar. A programação teve apresentação do case 'Região Uva e Vinho Destino: um destino de Comtur de sucesso' por Juliana Dartora da Faculdade Cenecista de Bento Gonçalves. A seguir, conferência 'A governança em Enoturismo e Gastronomia' apresentada por Enrique Torres Bernier da Universidade de Málaga e OMT da Espanha, e Vander Valduga da Universidade Federal do Paraná. A palestra 'Indicadores de Governança' foi proferida por José Elmar Feger, da Universidade Federal do Paraná. Na parte da tarde foi apresentado o painel 'A experiência de Tequila como destino turístico - Pueblos Mágicos do México'. É um programa do Ministério do Turismo daquele país, que juntamente com várias agências governamentais busca desenvolver e proteger a riqueza cultural de locais turísticos. O conferencista foi o professor do Departamento de Estudos Socioeconômicos do Centro Universitário da Universidade de Guadalajara, Carlos Virgen. A programação seguiu com 'Acessibilidade, sustentabilidade e o feminino', a cargo de Fábia Trentin e Erly Silva da Universidade Federal Fluminense. O encerramento foi com brinde à longevidade. O evento foi promovido pela Associação de Turismo da Serra Nordeste com apoio da Prefeitura de Veranópolis, através da Secretaria de Turismo e Cultura, Aciv, Prefeitura Municipal de Nova Prata, Roteiro Turístico Termas e Longevidade, Mirante da Serra e Restaurante Giratório, Emater, UFF, Sindicato Empresarial de Gastronomia e Hotelaria Região Uva e Vinho, Universidade de Málaga, Universidade de Caxias do Sul, UFPR, Faculdade Cenecista de Bento Gonçalves, Instituto Federal de Bento Gonçalves e Governo do Estado do Rio Grande do Sul.

Seguem os trabalhos na estrada geral Santa Bárbara

Prosseguem os trabalhos de reparos na estrada geral Santa Bárbara, em Veranópolis, para posterior asfaltamento. A primeira etapa da obra, que vai dos fundos da Cooperativa Noé até a ponte sobre o Retiro, incluiu limpeza do acostamento para preparar a canalização da água às margens da via. Agora o serviço é fazer correções dos buracos e melhorias na drenagem da pista para pavimentação asfáltica do trecho com extensão de 3.070 metros. A obra está sendo realizada com verba de emenda parlamentar e a pavimentação será concretizada com recursos próprios da Prefeitura Municipal. A previsão de conclusão é início de setembro, com custo total de R$ 1.071.515,65.

Solenidade empossa nova diretoria do Lions

O Lions Clube de Veranópolis realizou em 22 de maio a solenidade de posse da nova diretoria para o Ano Leonístico 2017/2018. A cerimônia ocorreu no Recanto Medianeira, comandada pelo então presidente Albino Ricardo Marin. A partir de agora, a entidade estará sob responsabilidade de Patricia Jaeger, com Marcelino Costella na vice-presidência, secretário Valfredo Reali, tesoureiro Olicier Vettori, diretora social Tatiana Valente Alcantara, diretor de LCIS Milton Ferreto e diretor de sócios Gelson Valduga.

Reunião discute melhorias na BR-470

O deputado Ronaldo Santini realizou em 21 de junho uma audiência na Secretaria dos Transportes do Estado para tratar de melhorias na BR-470. O parlamentar esteva acompanhado do secretário de Transportes e Mobilidade, Pedro Westphalen, do prefeito de Veranópolis, Waldemar De Carli, do presidente da Associação das Entidades Representativas da Classe Empresarial da Serra Gaúcha, Edson Morello, e do diretor do Departamento Autônomo de Estradas de Rodagem, Rogério Uberti. Na pauta, a sinalização da BR-470 entre Nova Prata e Bento Gonçalves, lombadas eletrônicas no perímetro urbano de Veranópolis, e avaliação e reforma da ponte Ernesto Dorneles, que liga Veranópolis e Bento Gonçalves. Sobre os assuntos tratados algumas soluções já estão em andamento e com isso a garantia que em breve esses casos já estejam realizados. Como a questão da reforma da Ponte do Rio das Antas, para a qual já existe uma verba empenhada do Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes que só depende de um convênio com o Daer, para que sejam iniciados os trabalhos. Também existe licitação em andamento no Governo do Estado para instalação de lombadas eletrônicas na BR-470, que corta Veranópolis. Em breve serão instaladas, oferecendo mais segurança para os que trafegam pela rodovia. Quanto à sinalização, principalmente referente à orientação de velocidade da BR-470, será feito um reestudo pelo Daer. Nesta semana, Waldemar De Carli esteve em Brasília acompanhado das mesmas entidades que se fizeram presentes na audiência com o deputado estadual Ronaldo Santini, para reunião nesta quinta-feira, 29 de junho, com o ministro dos Transportes Mauricio Lessa, para abordar temas regionais e solicitar agilidade para as demandas.

Educação Fiscal é tema de curso

A Câmara de Vereadores de Veranópolis foi representada pela vereadora Mara Guzzo na Oficina de Educação Fiscal do Programa Nota Fiscal Gaúcha em Veranópolis. O evento do dia 21 fez parte das ações de pontuação no Programa de Integração Tributária e foi organizado pela Secretaria Municipal de Finanças e Secretaria Municipal de Educação, Esporte Lazer e Juventude. Participaram as pastas de Fazenda e Educação de Bento Gonçalves, Carlos Barbosa, Cotiporã, Fagundes Varela, Monte Belo do Sul, Nova Bassano, Nova Prata e Vila Flores. Os trabalhos foram coordenados pela Divisão de Promoção de Educação Tributária da Receita Estadual e destinaram-se a cidades que almejam implementar ou incrementar o Grupo de Educação Fiscal em suas gestões públicas. 'Relação Estado e Sociedade: Sistema Tributário como espinha dorsal desta relação' foi o tema da palestra de João Carlos Loebens, chefe da Seção do PIT e Cláudio Graziano Fonseca, chefe da Divisão de Promoção e Educação Tributária da Receita Estadual. 'Educação Fiscal no Programa de Integração Tributária e funcionalidades da NFG' ficou a cargo de João Carlos Loebens, e 'Experiência de Educação Fiscal no Município de Teutônia' foi o relato das coordenadoras do Programa Municipal de Educação Fiscal de Teutônia, Marlise Pletsch e Alessandra. Loebbens também aprsentou o painel 'Projetos em Educação Fiscal: Arrecadação de Tributos, Gastos Públicos e Controle Social'. O evento ainda promoveu elaboração de propostas de trabalho e socialização dos trabalhos realizados em grupos.

Bombeiros Voluntários de Nova Prata completam 40 anos

O Corpo de Bombeiros Voluntários de Nova Prata completou no sábado, 24 de junho, 40 anos de história. A corporação é o primeiro Corpo de Bombeiros Voluntários do Estado do Rio Grande do Sul, criado em 24 de junho de 1977. Atua no combate a incêndios, resgates em altura, aquático, veicular, seja na área urbana, interior e rodovias, além de acidentes de trabalho. A entidade realiza campanhas e ações educativas, como palestras de prevenção. A corporação de Nova Prata conta com ajuda de custo enviada pelo Poder Público e colaboração de empresas.

Kauê Benatto se destaca em competições de motocross

O menino veranense Kauê Benatto participou no final de semana, nos dias 24 e 25 de junho, da segunda etapa do Campeonato Gaúcho de Veloterra na cidade de Herval Grande. Ele venceu a corrida entre 23 competidores e agora ocupa a segunda posição na classificação. Em julho, no dia 23, estará na quarta etapa do Campeonato Brasileiro de Veloterra, na cidade de Blumenau, Santa Catarina. Na tabela, ele é o segundo colocado na categoria 65 cilindradas. Kauê Benatto conta com a parceria de Rinaldi Pneus, Posto Peracchi, Verseg Seguros, Dilvo Racing, Coser - Coroas, Pinhões e Correntes, Zatt Construções, Memi Off Road e Jornal Panorama Regional.

Botafogo de Fagundes empata em Caxias pelo Regional Sub17

A equipe Sub17 do Botafogo de Fagundes Varela empatou em dois a dois na partida em Caxias do Sul contra o Santos Meninos da Vila, pela Copa Regional da categoria. O jogo aconteceu na manhã de domingo, 25, e logo no início da partidia o Santos abriu o placar em cobrança de escanteio, mas ainda no primeiro tempo Marlon igualou o placar para o Fogão. Na segunda etapa, o Santos ficou de novo na frente. Não demorou muito para o time da Estrela Solitária empatar, com gol de Marlon. O Botafogo jogou com Gean, Alan, Eduardo, Josmar, Bruno, Wilian, Adrian, Ariel, Alex, Marlon e Bernardo. Entraram, ainda, Lucas, Maicon e Julio. O comando técnico foi de Preto Conte.

VEC participa de hasteamento das bandeiras do São Luiz e Avenida

Após a conquista da divisão de acesso 2017, o campeão, São Luiz de Ijuí, juntamente com o vice Avenida, de Santa Cruz do Sul, completam a elite do Campeonato Gaúcho. Os presidentes dos clubes da série A gaúcha foram recebidos na semana passada pelo presidente da Federação Gaúcha de Futebol, Francisco Novelletto, para almoço. O gerente Ademir Bertoglio representou o Veranópolis Esporte Clube. Após a confraternização, os presidentes das duas equipes hastearam as suas bandeiras junto aos demais clubes.

Errata

Na edição da semana passada, de 23 de junho, o Jornal Panorama Regional publicou que o Clube Atlético Veranense Recreativo e Cultural estava completando 60 anos de fundação. Na verdade, o clube completou 71 anos no dia 16 de junho. O tricolor foi fundado em 16 de junho de 1946 e sua sede ficava na Palugana, hoje Estádio Alsemiro Laurino Guzzo, Centro de Treinamento do Veranópolis Esporte Clube.


VARIEDADES

Encontro da São Camilo é neste sábado

A Associação dos Portadores de Deficiência São Camilo de Veranópolis promove o encontro de julho neste sábado, dia 1º. O evento será em sua sede no Seminário Seráfico São José, em Veranópolis. O início está marcado para as 14h30min com celebração de missa, seguindo com brincadeiras e lanche.



REGIÃO

Vila Flores busca agilidade na escrituração da linha Aimoré

Na manhã do dia 19, estiveram reunidos na Prefeitura o prefeito Vilmor Carbonera, secretária da Administração e Fazenda Daniela Ghellere, assessora jurídica Denise Arisi, fiscal tributária Fernanda Pelegrini, e engenheiro do Município Marco Fiori, juntamente com técnico e representante do registro de imóveis, com a finalidade de tratar da escrituração dos lotes urbanos da linha Aimoré. A documentação é uma reivindicação antiga dos moradores da comunidade e o Município está intervindo com o objetivo de agilizar as escrituras. "Queremos que seja regularizado o mais breve possível, porque é uma forma de dar uma segurança às famílias de que possuem um bem em seu nome. Com isso, também, caso precisem de um financiamento no banco, por exemplo, já terão a documentação necessária", explica o prefeito.

Campanha do Agasalho entrega as doações

O inverno começou aquecido pela solidariedade em Vila Flores. No dia 21 teve início a distribuição dos itens recebidos pela Campanha do Agasalho de 2017. As roupas e calçados foram selecionados e organizados no Salão Paroquial. As doações estão disponíveis para quem necessitar até o dia 5 de julho, durante a tarde, a partir das 13h30min. Cerca de 15 mil peças foram arrecadadas, batendo o recorde de 2016, quando o número ficou em torno de 10 mil itens. No primeiro dia, a estimativa é que por volta de 125 pessoas passaram pelo local. A ação é uma iniciativa do gabinete da primeira-dama em parceria com a Secretaria Municipal da Saúde e Assistência Social de Vila Flores. Para a primeira-dama Dalva Carbonera, a quantidade de doações neste ano superou todas as expectativas. "Ficamos muito contentes, pois a arrecadação da campanha deste ano foi excelente, realmente nos surpreendeu. Isso demonstra o quanto a solidariedade está presente na nossa cidade", ressalta. Já a secretária da Saúde, Caroline Fiori, acrescenta que algumas doações foram encaminhadas para Veranópolis, em apoio às vítimas do temporal que aconteceu em 8 de junho. "Nos solidarizamos com as pessoas que foram prejudicadas pelo temporal e fizemos uma seleção de itens que podiam ajudar. Foram enviados alimentos não perecíveis, colchões e cobertores para auxiliar quem teve a casa atingida", comenta.

Torneio Municipal de Bisca define vencedores

A realização do quarto Torneio Municipal de Bisca movimentou a tarde de domingo, 25 de junho, em Vila Flores. O evento ocorreu na Sala da Melhor Idade, anexa à Escola Municipal Doze de Maio, reunindo 20 duplas participantes. A campeã foi Gilmar Omizollo e Revair Ferreira de Souza. Em segundo lugar ficaram Irineu Canali e Luiz Grison, e os terceiros colocados foram Sidinei Detogni e Ismael Detogni. Houve entrega de troféus e medalhas para as três duplas vencedoras. Além disso, os campeões também ganharam um porco e os segundos colocados receberam R$ 150. O torneio foi uma realização da Prefeitura de Vila Flores, através da Coordenação de Esportes, com apoio da Secretaria Municipal de Educação e Cultura.

Cotiporã é uma das cidades que mais produz bergamota na Serra

Em seis Municípios da Serra Gaúcha, mais de 15 mil toneladas de bergamota devem ser colhidas neste ano - Cotiporã está entre os que mais produzem a fruta. A cidade possui 90 produtores com mais de 130 hectares de plantação. Há poucos dias, o vice-prefeito municipal Ivaldo Wearich e o chefe do escritório da Emater, Valfredo Reali, estiveram em duas propriedades responsáveis por grande parte da produção de bergamota. Na colônia de Deonei de Villa e família, situada na linha 14 de Julho, Monte Bérico, estão iniciando a colheita da ponkan. Em Sagrado Coração de Jesus, na propriedade de Henrique Gromovski, a família está concluindo a colheita da bergamota caí e iniciando a colheita da ponkan. Para os produtores, apesar das últimas chuvas o clima foi um dos grandes fatores que contribuíram para que a produção fosse de grande quantidade e qualidade. Valfredo Reali comentou que esses agricultores trabalham corretamente, tendo o máximo de cuidado com o solo e nutrição das plantas, sendo a aplicação de agrotóxicos praticamente inexistente. A cidade também produz a bergamota montenegrina e a pareci. Além de Cotiporã, a maior parte da produção da fruta é oriunda de Bento Gonçalves, Veranópolis, Caxias do Sul, Antônio Prado e Vale Real.

Prendas e peões movimentam Cotiporã

Cotiporã sediou nos últimos finais de semana a cultura tradicionalista através da realização da 48ª Ciranda Cultural de Prendas e 30º Entrevero Cultural de Peões da 11ª Região Tradicionalista. Os eventos elegem as primeiras prendas e peões que representam a juventude dos 24 Municípios que compõem a 11ª RT até junho de 2018. Depois de finalizarem a última etapa, com prova escrita, concorrentes, familiares e entidades participaram de baile no CTG Pousada dos Carreteiros, entidade da primeira prenda que deixava o cargo, Ana Júlia Griguol. No sábado, 24, com jantar, baile e brinde, 18 dos 47 jovens participantes foram empossados. A primeira prenda da 11ª RT agora é Alice Pagliarini Picolotto, do CTG Sentinela da Serra de Garibaldi. A segunda prenda é Giulia Maria Taufer, do CTG Os Desgarrados, de Guaporé. A terceira é Diana Haeflinger, do CTG Encosta da Serra, de São Vendelino. O primeiro peão é Willian Defendi Minozzo, do CTG Pousada do Imigrante, de Nova Bassano. O segundo é Maurício José Flores, também do CTG Sentinela da Serra, e o terceiro é Luiz Cassol Ferrigo, do CTG Herdeiros da Bombacha, Bento Gonçalves. Na categoria Juvenil, vitória de Natália Sitnievski, do CTG Herdeiros da Bombacha. A segunda prenda é a cotiporanense Taís Bergamin Kemerich, do CTG Pousada dos Carreteiros. A terceira prenda é Marcela Bonifácio Figueiredo, do CTG Rincão da Roça Reúna, Veranópolis. No ano de 2018, o concurso será na cidade da primeira prenda, Garibaldi.

Fagundes Varela: colégio Ângelo Mônaco recebe recursos para obras

Com a presença do governador do Estado José Ivo Sartori, da prefeita Claudia Moreschi Tomé e da diretora Anete Taffarel, no dia 22 de junho ocorreu ato de assinatura para o início das obras no Colégio Estadual Ângelo Mônaco, em Fagundes Varela. O valor investido será de R$ 74.382,54, que tem por objeto melhorias no ambiente escolar com o cercamento do terreno do educandário. Segundo a diretora Anete, "!a obra faz-se necessária para trazer segurança ao patrimônio, bem como, à comunidade escolar. A proteção existente está em precárias condições".


OPINIÃO

Nosso Mundo

Foto: Arquivo Pessoal

ONU - Em 26 de junho de 1945, na cidade de São Francisco, EUA, representantes de 50 países assinaram a Carta de São Francisco, criando a ONU para manter a paz mundial. Essa carta entrou em vigor no dia 24 de outubro do mesmo ano, com o slogan 'Nós, os povos das Nações Unidas, unidos para um mundo melhor'. Os propósitos e princípios foram manter a paz e a segurança internacionais, tomar, coletivamente, medidas efetivas para evitar ameaças à paz e reprimir atos de agressões ou qualquer outra ruptura da paz. Desenvolver relações amistosas entre as nações, baseadas no respeito ao princípio de igualdade de direitos. Conseguir uma cooperação internacional para resolver os problemas internacionais de caráter econômico, social, cultural ou humanitário, sem distinção de raça, sexo, língua ou religião. Ser um centro destinado a harmonizar a ação das nações para a consecução desses objetivos comuns. Hoje, decorridos 72 anos de sua criação, vemos, com tristeza que não se conseguiu cumprir com seu objetivo principal de manter a paz e a segurança no mundo. Aliás, não tivemos um ano sequer sem um conflito em alguma parte do mundo desde sua criação. Podemos até dizer que a ONU, atualmente, é somente mais uma organização geradora de eventos, reuniões, relatórios, jantares, comemorações fúteis entre seus membros e desperdício de dinheiro. Quando ela pede um cessar-fogo é simplesmente ignorada, como no caso da Síria, ataques de Israel na Faixa de Gaza e muitos outros. Na verdade, nem seus membros respeitam suas recomendações, pedidos e muito menos os direitos humanos. A ONU tem um Conselho de Segurança espectador de genocídios em várias partes do mundo e muitos países em desenvolvimento a acusam de ser um órgão antidemocrático dominado pelos países ricos. Além de não fazer nada que vá ao encontro dos objetivos de sua criação, ainda é acusada pela organização britânica Save the Children - 'Salvem as Crianças' - de cometer abusos sexuais contra crianças no Haiti, Costa do Marfim, Sudão e outros países, onde os funcionários da própria ONU estariam fazendo ou acobertando esses crimes. De acordo com o jornal britânico The Guardian, a ONU gastou mais de US$ 500 bilhões desde a sua criação, o que é um absurdo se consideramos os seus resultados. Resumindo, a ONU é um órgão sem nenhuma força para cumprir seus objetivos e que serve para impor a vontade de alguns membros sobre o resto do mundo, além, é claro, de uma infinidade de relatórios ricamente ilustrados, grandes eventos, homenagens aos seus membros e um enorme desperdício de dinheiro. Se a ONU fosse extinta hoje, provavelmente ninguém realmente preocupado com a humanidade sentiria sua falta; pelo contrário, aplaudiriam e brindariam à sua extinção. Interessante que a própria ONU emitiu um relatório onde apontou que para acabar com a pobreza extrema no mundo, precisaria ser investido US$ 270 bilhões em áreas rurais e urbanas, ou seja, o que ela gastou já daria para acabar com o sofrimento real de grande parte da população. Fechar a ONU e destinar toda a sua arrecadação para o combate à fome seria uma grande vitória da humanidade.
* Célio Pezza


ESPECIAIS

La Cucagna 5ª edição - clique aqui para ver a galeria completa

Troféu Imprensa Regional 2ª edição - clique aqui para ler na íntegra