Notícias da edição 617 • 26 de setembro de 2014 • Veranópolis • Vila Flores • Cotiporã • Fagundes Varela • Rio Grande do Sul


CAPA E DESTAQUES

Leilão de bens da Dal Ponte será em 20 de outubro

Centenas de itens, entre terrenos, pavilhões, benfeitorias, maquinários para fabricação de tênis e bolas, produtos estocados e outros materiais das falidas Dal Ponte & Cia Ltda e Dal Ponte Calçados Nordeste Cia Ltda vão à leilão no dia 20 de outubro. O arremate começa às 10h no número 4075 da RSC-470, quilômetro 174,5, em Veranópolis. Segundo o leiloeiro Leonir Adelino Lunelli, todos poderão participar do ato, pessoa física ou jurídica. A venda será livre de quaisquer ônus, sem hipotecas, penhoras ou restrições judiciais, inclusive para os imóveis. Eventuais débitos serão pagos com o valor apurado no leilão. Lunelli também explica que haverá duas opções. A compra poderá ser de todos os itens, de uma só vez, ou em forma de 58 lotes. Se não houve venda à vista os bens poderão ser vendidos a prazo, dependendo da homologação judicial. Nesta edição do Jornal Panorama Regional está o edital com a relação completa de tudo que será leiloado no dia 20. Para vistoriar os bens antecipadamente, é nevessário contatar o leiloeiro pelos telefones 54-3452-5591, 9974-2534 e 9917-3802, em horário comercial.

Queda de avião mata o empresário João Zatt

O monomotor prefixo PU-PPP caiu em Veranópolis por volta das 16h30min de domingo, 21 de setembro, tirando a vida do empresário da construção civil João Zatt, de 61 anos. No acidente também ficou ferido Marcelo Girardi Cenci, 36, tripulante da aeronave. O avião caiu em uma propriedade rural, na localidade de Santa Bárbara, a quatro quilômetros do Centro. Conforme o sargento Baldissera, o Corpo de Bombeiros de Veranópolis foi acionado por volta das 17h15min pelo Aeroclube. "A informação que temos é que o Marcelo teria ligado para o Aeroclube para pedir socorro. Em função do acidente estava desorientado, o que dificultou um pouco a localização do avião", conta Baldissera. As vítimas foram encaminhadas ao Hospital Comunitário São Peregrino Lazziozi, mas Zatt faleceu logo após chegar ao local. Cenci foi atendido e seu quadro de saúde é considerado estável. O vice-presidente do Aeroclube de Veranópolis, Alberto Pinzetta, informa que o monomotor, modelo Dynamic WT-9, é classificado pela Agência Nacional de Aviação Civil como experimental. A aeronave pertencia a Zatt e partiu da pista por volta das 16h para um vôo panorâmico. Segundo registros da Anac, o avião estava em situação regularizada. "O João era um cara que gostava muito de aviação e foi proprietário de várias aeronaves. Esse avião em que ele estava era muito lindo", relembra Pinzetta. O caso agora é investigado pela Polícia Civil de Veranópolis.

"Ele morreu fazendo o que gostava"

O vice-presidente do Aeroclube de Veranópolis, Alberto Luiz Pinzetta, lembra que o empresário João Zatt tinha paixão por pilotagem e exercia essa prática há vários anos. Segundo ele, era um dos melhores do Município. "Ele morreu fazendo o que gostava", conforta-se Pinzetta. Nos últimos meses, Zatt se voltou para a aviação experimental esportiva, que não precisa de autorização da Agência Nacional de Aviação Civil. Outros moradores de Veranópolis são proprietários de aviões experimentais.

"Não sei o que realmente aconteceu", diz Cenci

O ocupante do avião que caiu no interior de Veranópolis no domingo, Marcelo Girardi Cenci, relatou como aconteceu o acidente que vitimou o empresário João Zatt, que pilotava a aeronave naquela tarde. Era a segunda vez que voava com Zatt. Cenci lembra que Zatt realizou uma manobra e, quando retornou, o avião começou a descer na forma de parafuso-chato. "O pânico começou a tomar conta e o João não conseguiu estabilizar o avião, até colidir no solo. É uma perda de controle em uma manobra relativamente simples, mas não sei o que realmente aconteceu", narra o sobrevivente. Ele contou também que o monomotor estava a cerca de setecentos metros do chão, e a queda durou aproximadamente vinte segundos. Após a colisão com o solo, tentou chamar o empresário, que permanecia desacordado. Marcelo Cenci conseguiu sair do avião e foi até uma área mais aberta, para se comunicar com o Aeroclube de Veranópolis. Cenci permanece internado no Hospital Comunitário São Peregrino Lazziozi, em recuperação.

Polícia trabalha com a hipótese de falha huamna

O delegado de Veranópolis, Marcelo dos Santos Ferrugem, que investiga o acidente aéreo, está trabalhando com a hipótese de falha humana como causa da tragédia. Ele acredita que o motivo do acidente tenha sido uma manobra arriscada do piloto, feito de uma altura de aproximadamente setecentos metros. Desta forma, teria perdido o controle e a baixa altitude não permitiu que recuperasse a direção. Ferrugem relata que Zatt teve fraturas na área cervical, sem maiores traumas no corpo, mas vai aguardar os laudos do IML de Bento Gonçalves. A Polícia Civil espera agora pelos resultados do Departamento de Pericias e o restabelecimento do outro ocupante do avião, a fim de formalizar seu depoimento.

"Tínhamos medo que uma hora isso fosse acabar em tragédia"

Domingo é dia de descanso na casa dos agricultores Ricardo e Arlindo Bissani, 36 e 73 anos, respectivamente. Após tratar os animais da propriedade e pescar durante a tarde, o barulho de motor sobrevoando deixou os Bissani atentos. Donos de 46 hectares de terra na localidade de Santa Lúcia, em Veranópolis, estão acostumados com o movimento de aviões próximo de casa, já que o Aeroclube de Veranópolis fica a apenas quatro quilômetros de distância. "Mas aquele avião rodopiando estava estranho. Só que pensamos que era uma manobra. Ninguém gosta de imaginar desgraça", recorda Ricardo Bissani. Vinte minutos depois, o caminhão dos bombeiros apontou no estacionamento. Era a notícia. Um avião caíra e havia pessoas feridas. Pai e filho ajudaram no resgate e usaram o trator para chegar até o local, distante cerca de 600 metros da residÊncia. Lá, o sobrevivente Marcelo Girardi Censi avisava que o outro ocupante, João Zatt, não conseguia sair do avião. "Ele estava desorientado e não conseguia nos mostrar onde tinha caído. Ele saiu da mata e, para voltar, foi difícil", descreve. Apesar de avistar o avião rodopiando no céu, a família não escutou barulho de colisão. Arlindo Bissani ficou em estado de choque ao ver a aeronave caída dentro da propriedade. A notícia da morte de Zatt agravou a situação - ele era amigo da família. "Nós sempre imaginamos que esses aviões com manobras diferentes são perigosos. Tínhamos medo que uma hora isso fosse acabar em tragédia", lamenta o idoso.

Histórico

João Zatt foi destacado empresário da construção civil, com dezenas de edificações residenciais e para o comércio. Seu projeto mais famoso foi a Torre Mirante da Serra - Restaurante Giratório, parada obrigatória dos turistas que visitam ou passam por Veranópolis, e com destaque na mídia de todo o Brasil. Ele também trabalhou no erguimento do Centro Administrativo e na implantação do Distrito industrial. Destacou-se ainda pelos serviços prestados na área social, esportiva e prestação de serviços a entidades, entre outras atividades voluntárias. Conviveu bastante na vida política, inclusive sendo candidato a prefeito em 2001. No inicio de agosto foi homenageado pelo Município pelos serviços prestados a Veranópolis.

HCSPL recebe elogio da secretária estadual de Saúde

Sandra Maria Sales Fagundes, secretária de Estado da Saude, esteve em Veranópolis na terça-feira, dia 23, acompanhando o andamento das obras de reforma e ampliação do Hospital Comunitário São Peregrino Lazziozi. O investimento do Governo do Estado é de aproximadamente R$ 1,1 milhão. Segundo ela, o hospital apresenta excelência dentro de seu porte, seja pela estrutura, investimentos, bom ambiente de trabalho e pacientes que encontram local adequado para recuperação. "É um hospital que olha para a frente", elogiou. De acordo com o administrador da casa, Rogério Franklin da Silva, as reformas acontecem em três espaços. Há ampliação e modernização da farmácia interna, instalação de novos equipamentos, e ampliação e reforma dos leitos, que passam de cinquenta e seis para oitenta e seis. A construção começou em 1º de setembro e tem previsão para durar seis meses. Ainda na terça-feira, a secretária Sandra esteve em Nova Prata para reabertura da hemodiálise no Hospital São João Batista, que será referência para quinze cidades da região. O investimento foi de R$ 445 mil do Tesouro do Estado.

Parque de Integração tem mortandade de peixes

Na manhã de sábado, 20, frequentadores do Parque de Integração, antigo Matadouro Municipal, notaram coloração diferente na água do lago, e dezenas de peixes mortos. O secretário de Agricultura e Meio Ambiente, Elias Mazzarollo, esteve no local verificando a situação. Em análise preliminar, afirmou que a camada de cor esverdeada é possivelmente ocasionada por matéria orgânica vazado do sistema de tubulação de esgoto que passa próximo ao lago. Já a coloração avermelhada decorre das algas que se alimentam dessa matéria orgânica. Outra constatação é que no córrego que deságua no lago também há peixes mortos. Além de Mazzarollo, o secretário Enio Gilioli, do setor de Infraestrutura, também esteve no local. Não é a primeira vez que peixes aparecem mortos no local, já tendo havido recuperação repovoamento na ocasião.

Clóvis Simioni recebe homenagem

No dia 17 foi feita a entrega da Comenda Terra da Longevidade a Clóvis Simioni, na Escola Municipal Felipe dos Santos. Na cerimônia, o vereador Moisés Pertile, autor da homenagem, destacou o projeto desenvolvido e executado pelo homenageado nas escolas da rede pública municipal de ensino, ressaltando a importância da inserção da cultura gaúcha como mecanismo de prevenção ao problema das drogas entre nossos jovens. Também estiveram presentes os vereadores Rudimar Caglioni e Luis Carlos Comiotto, vice-prefeito Paulo Parise Maragno, patrão do CTG Cidade Vida Irineu José Carbonera, diretora da Escola Municipal Felipe dos Santos Mari Izabel Domeneghini, vice-diretora Viviane Sartori Benedetti, professores, funcionários e alunos. A Comenda Terra da Longevidade foi aprovada por unanimidade na Câmara.

Prefeitura realiza obra solicitada por vereador

A Secretaria de Infraestrutura, Urbanismo e Trânsito, juntamente com o Conselho Municipal de Trânsito, executou uma obra solicitada pelo vereador Luis Carlos Comiotto na avenida Pinheiro Machado, no acesso para o bairro Santo Antonio. Comiotto fez o pedido através da proposição 129 de 18 de julho de 2014, aprovada por unanimidade na Câmara de Vereadores, para que nas ruas Capitão Pelegrino Guzzo e Rogério Galeazzi fosse feito um trevo para disciplinar o tráfego de veículos. O entroncamento sempre foi perigoso e confuso, tanto para pedestres como para motoristas, inclusive com registro de acidentes.


VARIEDADES

Fest Flor já tem soberana e princesas

No último sábado, Vila Flores escolheu soberana e princesas da quarta Fest Flor - Terra da Fé, Pão e Vinho, que se realizará de 12 a 15 de novembro de 2015. O evento foi realizado no Galpão Crioulo do Centro Municipal de Eventos, e contou com a presença de grande público que, após o evento, permaneceu no salão para o baile. As representantes oficiais são a rainha Fabiane Grandi e princesas Juliana Massignan e Rafaela Roncatto. Participaram ainda as candidatas Cristiane Vivan, Daniela Rampon Massignan, Deise Loíse Zugno, Fabiane Grandi, Juliana Massignan, Letícia Ana Salami, Liviane Omizzollo, Patricia Zanin Omizzollo, Rafaela Roncatto, Sonia Turcatto e Tallyta Regina Maran. A Fest Flor tem como diretores Levino Paludo,  Vices Vilmar Carbonera e Dianete Christianetti, secretárias Cléia Costella e Elisa Roncatto Bergamin, e tesoureiros Isidoro Paludo e Darcilo João Canevese. Nos próximos dias serão formadas as comissões.

APAVE tem animais para adoção

Animais trazem energia e a força da natureza para perto de nosso convívio, compartilham conosco de sua alegria e eterna fidelidade. Devemos respeitá-los, dar-lhes carinho, alimento, saúde e moradia. Se você pensa em adotar um novo amigo, procure a Associação Protetora dos Animais São Franciso de Assis de Veranóplis. O abrigo fica na RSC-470, trevo para Fagundes Varela. E doações de ração são muito bem-vindas. Seja nosso amigo no Facebook, o endereço é facebook.com/apave.veranopolis.



REGIÃO

Torneio de Laço de Vila Flores divulga vencedores

O 1º Torneio de Laço de Vila Flores foi realizado no último final de semana com 180 duplas de competidores. Na noite do sábado foi feito o descerramento da placa de inauguração oficial do Galpão Crioulo pelo prefeito Vilmor Carbonera e vice Rudimar Peruzzo, com autoridades e público presente. No Laço Equipes, força A, vitória do Barbicacho Serrano de Veranópolis, CTG Querência das Flores do Vila Flores na força B, junto com CTG Sentinela da Serra do Garibaldi, e na força C o União de Amigos de Nova Prata. No primeiro individual de sábado, os vencedores foram Rogério Machado do CTG Presilha da Serra do Bento Gonçalves, Renan Marcon do Unidos Pela Tradição de Caxias do Sul, e Jéferson Invernizzi do Gaudério Serrano de Bento Gonçalves. No segundo, vitória de Márcio Prestes do CTG Gaudério Serrano de Bento Gonçalves, Paulo Henrique Bem do Laço de Ouro de Santa Tereza, e Felipe Prestes do Gaudério Serrano de Bento.

No terceiro individual, já no domingo, os campeões foram Felipe Frasson do Laço de Ouro de Santa Tereza, Jean Picoli do Gaudério Serrano de Bento, e Edevaldo Rodrigues do Laço de Ouro do Santa Tereza. Entre as duplas, força C, vitória de Dário e Leonir Telles do CTG Querências de São Pedro do Guabiju, Robson dos Santos e Adel Policárpio do CTG Sentinela das Serra de Garibaldi, Luis Antonio e Francisco dos Santos do Herdeiros dos Trançudos de Bento Gonçalves. Na força B, vitória de Tiago Koakoski e Roger Sangalli do CTG Rancho Alegre de Vista Alegre do Prata, e Alvear Campos e Sinval Silva do CTG Querência do Prata, de Nova Prata. Na força A, os melhores foram Felipe Frasson e Edevaldo Rodrigues do Laço de Ouro de Santa Tereza, Paulo Henrique Bem e Edevaldo Rodrigues da mesma entidade, e Márcio e Maicon Prestes do Gaudério Serrano do Bento Gonçalves. Na quarta individual, os campeões foram Maicon Esteris, Paulo Henrique Bem e Felipe Frasson.

Crianças colhem verduras e embelezam escola em Cotiporã

Alunos do Maternal I e II, orientadas pelas professoras Rosangela Carbonera e Elizete Breda, da Escola Municipal de Educação Infantil Amor e Carinho, estão colhendo as verduras produzidas por eles próprios. As mudas foram plantadas na Semana do Meio Ambiente, e agora com a colheita as hortaliças estão sendo utilizadas na alimentação escolar, pois apresentam composição importante de vitaminas, minerais, antioxidantes e fibras, entre outros. Os alunos do Berçário, sob coordenação da professora Claudia Fracasso, estão embelezando a escola com flores da variedade amor-perfeito, também plantados na Semana do Meio Ambiente. Conforme o prefeito José Carlos Breda, essas atividades demonstram como a escola, a partir de uma metodologia diferenciada, conseguem unir aprendizado e qualidade de vida.

Prêmio avalia programa que transforma setor agrícola em Fagundes

Esteve em Fagundes Varela no dia 17 a auditora fiscal da Receita Federal Berenice Longo, também avaliadora do Prêmio Gestor Público 2014, no qual o Município concorre pelo quinto ano consecutivo. Berenice conheceu o Programa Impulsão Agropecuária, conversou com agricultores e jovens que trabalham no setor, avaliou os benefícios do sistema e como ele transformou o setor agropecuário de Fagundes Varela. A vice-prefeita Claudia Moreschi Tomé acompanhou a auditora. Agora, o programa será encaminhado para uma nova avaliação junto com demais programas que concorrem ao prêmio pelo Estado.


COLUNAS

Nosso Mundo

Foto: Arquivo Pessoal

Taxa de desemprego - O IBGE - Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística - situa a taxa de desemprego no Brasil ao redor de 5%. Por outro lado, o Dieese - Departamento Intersindical de Estatística e Estudos Socioeconômicos - mostra um índice ao redor de 10%. Qual é o correto? O índice do IBGE não traduz uma realidade, pois se uma pessoa desiste de procurar emprego, por possuir uma bolsa qualquer, ele não é considerado um desempregado e sim um 'desalentado'. Da mesma forma, um mendigo que você ajuda e dá um trocado qualquer a troco de um serviço qualquer em sua casa, é considerado um 'trabalhador não remunerado' e também não entra nessa estatística.

Na verdade, são aberrações criadas para manipular os índices e dizer que a taxa de desemprego é baixa no país. São metodologias ridículas que mascaram a realidade e servem somente para iludir o povo e dar a sensação de que o governo vem reduzindo a taxa de desemprego no país. Se você tiver paciência e for ao site do IBGE, vai descobrir um monte de categorias com nomes estranhos, para mostrar que o desemprego está baixo no Brasil. Pessoas desalentadas, pessoas subocupadas, pessoas ocupadas com rendimento menor que o salário mínimo, pessoas marginalmente ligadas ao PEA - população economicamente ativa, que são aqueles que fazem um 'bico', pois não têm um emprego, e por aí afora. Se somarmos essas categorias que na verdade são de pessoas que sobrevivem sem ter um emprego, o numero passa de 20%.

Como é possível uma pessoa que ganha uma bolsa e não tem emprego algum, ser considerado como um empregado? Pois assim é, de acordo com os índices oficiais. Se a pessoa recebe do Programa Bolsa Família e decide viver somente desse benefício, não entra no índice, pois é um desalentado e não um desempregado. Além disso, o cálculo do IBGE chega ao cumulo de considerar que aquele que faz um bico qualquer no final de semana e recebe qualquer trocado, mesmo que seja um décimo do salário mínimo, não é um desempregado. O Instituto Ludwig Brasil escreveu um artigo sobre a taxa real de desemprego no país, no qual chegou facilmente a índices acima de 20% somente com a inclusão dessa massa de desempregados reais não considerados pelos institutos oficiais.

Onde está a verdade? Por que procurar mascarar uma realidade e não enfrentar uma situação que aflige tantos brasileiros que não tem a dignidade de possuir um emprego? A quem interessa mostrar essa situação irreal? Por que não entram nos índices os participantes desempregados do Bolsa Família? Na verdade, o instituto que teria que mostrar números corretos e uma realidade, seja ela qual for, passou a criar mecanismos para mostrar resultados e mostrar que estamos vivendo um momento de pleno emprego, quando a realidade é bem outra.

Assim está acontecendo no Brasil, onde números oficiais mostram um país onde a saúde é ótima, a educação é de primeiro mundo, a inflação é baixa e controlada e a taxa de desemprego é uma das menores do mundo.
* Célio Pezza

Energia positiva

Foto: Arquivo Pessoal

Minhas entrelinhas - Quando pensei, já cansada, em baixar a minha cabeça para os problemas, colocando um ponto final na minha vida Deus foi lá e colocou dois pontinhos, escrevendo: Levanta e continua! Por isso posso ser comoparada a um livro, há quem me interprete pela capa e assim, me ame apenas por ela. Há quem viaje em mim, e aqueles que optam em viajar comigo. Há quem não me entenda e, quem nunca sequer tentou me entender. Há quem sempre quis ler-me, já outros nunca se interessaram. Há quem leu e não gostou, há quem leu e se apaixonou. Há quem apenas busca em mim palavras de consoloe áh quem só perceba teoria e objetividade. Mas, tal como um bom livro, sempre trago em minhas entrelinhas algo de único dentro do meu peito:

O melhor de mim! Mas resta dizer que muito me rotulam, sem se quer dar uma chance para me conhecer melhor É preciso tomar cuidado com os rótulos e as aparências, Os precnceitos são filhos de nossos olhares apressados. E para que não haja nem ilusões muito menos frustraçãoes, o melhor é ir devagar. Assim que cada um cuide do que vê, do que diz. Que as alegrias sejam mais fortes que os cansaços. Que o sonho derrote o medo. E a beleza extrapole as trevas. Que o bem querer desate cada nó de dificuldade que nos aperte os caminhos. Que tudo seja tomado como lição. E que a mais importante seja a fé, que lança luz sobre toda a incompreensão. Ungindo com poesia o início e o fim de cada dia. E assim segue a estrada... Ler somente a capa e a contra-capa de um livro jamais será como viajar em seu conteúdo. Ler o rótulo de um vinho nunca será igual a sentir seu sabor. Muita coisa pode se perder pelo caminho.

Aproveite a chance de ser hoje um bom livro com conteúdo rico em fé, esperança e amor. De viver hoje, de amar hoje, de ser feliz hoje, agora! O amanhã, ninguém saberá. Só não mude a sua conduta, seus valores. Acorde, simplesmente, vivendo para o dia que começa e termina. E no meio dele preencha-o com coisas boas, úteis, amáveis, agradáveis. Para que ao final do dia, possamos ter o que ser lido, com quem conversar, o que acrescentar de bom. Não desperdice a chance de ser feliz. Eu sei que nem tudo são flores, existem os espinhos, as pedras, as dificuldades....Ah como sei! Mas agradeça, e use sua criatividade, seu amor, sua fé, e sua vontade de estar bem, transmitindo aos outros, essa coisa que contagia, e traz proximidade. Se te derem uma oportunidade hoje, que não pode ser desperdiçada, agarre! Deus sempre estará ao seu lado te servindo de luz guia, vá em frente, e não se acovarde. Intensidade e amor a vida, são palavras chave para viver cada dia melhor e com mais leveza!!

Escolhas, sempre escolhas!!!
* Sonia Maria Peruzzo, smperuzzo@hotmail.com


PANORAMA SOCIAL

518 - Especial dia da criança 12/10 - clique para ver a galeria completa


ESPECIAIS

574 - Rústica de Cotiporã - clique para ver o especial na íntegra

573 - Especial temporal - clique para ver o especial na íntegra

551 - Caderno Especial Saúde- clique para ver o especial na íntegra

Guia da 8ª Femaçã - clique para ver o especial na íntegra

Especial 113 anos de Veranópolis - clique aqui para ler na íntegra

Especial com idosos acima dos 90 anos - clique aqui para ler na íntegra

Especial de 12 páginas sobre o Troféu Imprensa Regional 2ª edição - clique aqui para ler na íntegra